O Brasil é um país de cor, diversidade e sabor

Quem conhece o Brasil sabe que quase tudo ali é irresistível. O calor, a alegria e o espírito festivo, apaixonam os seus visitantes. Estes sentimentos são extensíveis à gastronomia, pródiga em deliciosos pecados.

Samba, futebol, forró, calor, praia. Viajar até ao Brasil, ainda que apenas em pensamento, é um exercício deveras agradável uma vez que, naquele país, apesar dos inúmeros problemas existentes, tudo parece transbordar alegria. O povo brasileiro é afável, hospitaleiro, expressivo e alegre. O tempo parece que rende. Calmamente vai-se apreciando o que de melhor o país tem para oferecer. Aparentemente ali não existe stress e são raras as vezes em que nos cruzamos com alguém com ar carrancudo.

“A vida são dois dias, o carnaval são três”, é um provérbio português, mas que encaixa na perfeição no modo de vida deste povo. Sempre muito otimistas, os brasileiros, pelo menos a maioria deles, considera que a vida é curta demais para ser gasta com problemas e preocupações. Isto pode levar a pensar que os brasileiros são levianos, mas nada disso. Não permitem é que os problemas da vida os derrubem e impeçam de desfrutar do bom que a vida tem para oferecer.

A culinária brasileira reflete também esse estado de espírito. Por norma, as refeições, sobretudo ao fim de semana, são sempre uma grande festa, oportunidade para reunir familiares e amigos mais chegados. Gozam de bastante fama os longos almoços à volta do churrasco, onde não podem faltar o feijão preto, o arroz e o chope (como se chama à cerveja no Brasil).

O hábito de comer carne grelhada está desde há muito fortemente enraizado, sobretudo no sul do país, devido à influência de países vizinhos como a Argentina e o Uruguai. Tendo em conta o imenso território, com os seus cerca de 200 milhões de habitantes, o Brasil é o maior país da América do Sul e as influências geográficas e climatéricas na sua gastronomia são enormes. Se nas zonas fronteiriças o consumo de carne é predominante, no norte do país e em todo o litoral existe muito a tradição do pescado. Isto apesar de quase todos os brasileiros serem amantes de uma boa carne, sobretudo as carnes de boi, cordeiro ou porco, grelhadas no carvão, temperadas unicamente com sal grosso.

A gastronomia brasileira é o resultado de diversas influências: a dos nativos, que comiam sobretudo os produtos da terra, como a mandioca, e animais exóticos, como o tatu; a dos colonizadores portugueses e outros povos europeus que introduziram o hábito de consumo de legumes e vegetais; e a dos africanos que introduziram na culinária sabores fortes e especiarias, como as pimentas, o óleo de dendém ou o leite de coco.

Já no início do séc. XX, finais do XIX, a cozinha brasileira sofreu também uma profunda influência dos imigrantes italianos, que perdura até hoje. Pizzas, pastas e risotos, são pratos muito apreciados e muito comuns no Brasil. De entre a cozinha internacional, a japonesa é igualmente bastante popular e consumida por um grande número de pessoas.

Dois alimentos são as principais estrelas da alimentação brasileira, estando em todas as mesas a todas as refeições: a mandioca e o feijão. Versátil, a mandioca pode ser consumida de várias formas, desde frita a ralada, em farinha, e confecionada tanto em pratos principais, como acompanhamentos e até sobremesas. Também o feijão é servido como prato principal, sobretudo em feijoada, ou como acompanhamento das carnes grelhadas. O eleito é, por norma, o feijão preto. A feijoada típica leva vários acompanhamentos, entre eles a mandioca frita, a couve mineira, o ananás assado e a banana frita.

Para além dos grelhados e da feijoada, a moqueca é um dos pratos tipicamente brasileiros mais conhecidos e apreciados em Portugal. Pode ser feita de marisco, peixe ou galinha, e é habitualmente acompanhada de pirão, um prato feito à base de farinha de mandioca. Igualmente famosos são a tapioca, o bobó de camarão ou o vatapá.

No Brasil existe também uma variedade estonteante de frutas e legumes. De todas as cores, de muitos aromas e sabores magníficos. De igual forma é vasta a variedade de sumos, feitos com frutas naturais. O açaí, a graviola e a carambola são só alguns dos sabores mais apreciados entre nós.

E como os brasileiros gostam muito de comer e também são bastante gulosos, quando estão na cozinha esmeram-se em deliciosas – e calóricas! – sobremesas. Os ovos, o chocolate, o leite condensado e as natas são dos ingredientes preferidos para a respetiva confeção. O brigadeiro, o quindim, as cocadas, a paçoquinha e o doce de coco, manga ou maracujá, são apenas algumas das suas irresistíveis tentações.

A par com a cerveja, sempre bem gelada, a cachaça, uma bebida bastante alcoólica, é muito apreciada e consumida. Está é, aliás, a bebida que serve de base à famosa caipirinha.

Apesar de ter como capital Brasília, o centro económico do país, as cidades de São Paulo, que é a mais populosa, e o Rio de Janeiro, conhecida como a cidade maravilhosa, são as mais procuradas pelos turistas. Bastante atrativas são também as praias da Baía e de Fortaleza, localidades para onde viajam anualmente muitos portugueses.

O clima é quente, tropical, e mesmo no inverno as temperaturas são sempre amenas. O clima e o ambiente descontraído que se vive no país, propicia ao uso de roupas leves, confortáveis e coloridas, que tanto caracterizam o brasileiro.

O samba, género musical que deriva de uma dança, é a expressão cultural mais popular do país, revelando bem o espírito do povo. Durante todo o ano, sobretudo no Rio de Janeiro, prepara-se o Carnaval, onde o samba atinge o seu auge. Milhões de pessoas de todo o mundo, e até dentro de fronteiras, deslocam-se à cidade maravilhosa para assistir aos alegres festejos.

(Visto 231 vezes)

Comentários