Com estas dicas, vai escolher o vinho perfeito para um jantar a dois!

Não há dúvidas de que o vinho é uma das bebidas mais populares no nosso país tanto no copo, como em diferentes (e ótimas) receitas. Mas no Dia dos Namorados o vinho – principalmente o tinto – ganha uma importância especial. Afinal, muitos são os pombinhos que celebram o seu amor eterno à luz de velas e com um copo com um bom vinho. Pois, é o que o vinho tem de ser mesmo bom para uma ocasião que deve ser única. Por isso, apresento algumas boas dicas para escolher o vinho… e, assim, ter uma noite memorável!

3 dicas para escolher o vinho para o Dia dos Namorados

1. Preço

Não podia deixar de falar no preço. Afinal, este valor até pode ser decisivo na escolha, porque há garrafas que custam dezenas de euros e outras chegam às centenas! E, muitas vezes, até estão na mesma prateleira.

E não tenha receio de escolher a garrafa mais barata. Lá por o preço ser baixo, o vinho não tem de ser obrigatoriamente mau!

2. Pense na entrada, no prato principal…

É um clássico: praticamente toda a gente sabe que o vinho tem de casar na perfeição com o que vai ser servido durante a refeição.

Por exemplo, o tinto “casa” bem com um prato de carne. Por outro lado, o vinho branco é ótimo num prato de peixe, como um bacalhau, sem esquecer o marisco. Pode parecer um cliché… mas é tão bom!

3. Classificação do vinho

Fique atento ao rótulo para encontrar esta informação.

Nos vinhos nacionais, os que têm uma maior qualidade devem contar com a etiqueta DOC (Denominação de Origem Controlada). A mesma sigla mantém-se nos vinhos italianos. Já os franceses têm a etiqueta AOC.

(Visto 54 vezes)

Comentários