Este arroz de sarrabulho é uma deliciosa prova de que não há nada melhor do que a culinária portuguesa! Não concorda comigo?

Podem apresentar-me petiscos de qualquer canto do planeta. Desde os doces que se encontram mesmo aqui ao lado até aos pratos que são devorados do outro lado do Atlântico. Para mim, não há nada como a boa cozinha portuguesa. Aqueles pratos feitos pelas nossas mães e avós e que nos recordam os melhores tempos da infância… Opções não faltam de iguarias nacionais, mas hoje é dia de arroz de sarrabulho! Gosta? Adora? Fica a receita!

Receita de arroz de sarrabulho
Ingredientes:

– Cominhos q.b.
– Pimenta branca moída q.b.
– Colorau q.b.
– Sal q.b.
– 1 Molho de salsa
– 2 Limões
– Louro q.b.
– 100g de Rojões
– 1 Fígado de Porco
– 100g de Sangue de porco cozido
– 1 Tripa enfarinhada
– 2 Farinhotos
– 1 Chouriça de sangue
– 150g Castanhas
– 250g de Arroz carolino
– 1 Peito de frango do campo
– 1 Perna de frango do campo
– 1 Naco de nispo de vaca
– 1 Coração de orco
– 1 Naco com osso de suão
– 4 Febras
– Banha de porco q.b.
– 6 Batatas novas
– Sangue de porco q.b.
– 6 Cebolas
– 1 Cabeça de alho
– Azeite q.b.
– Óleo q.b.
– Vinho tinto verde q.b.
– Vinho branco q.b.

Preparação:

Para o arroz de Sarrabulho, ponha o azeite, o alho picado e a cebola picada num tacho e deixe refogar. Acrescente as carnes (porco, vaca e frango fatiados em bocados pequenos), tempere com sal, cominhos, pimenta e deixe que alourar um bocado. Junte água. Deixe que cozinhe.
Assim que as carnes ficarem cozidas, retire e desfie. Depois, volte a pôr as carnes no caldo de cozedura, corrija temperos e adicione o arroz. Assim que o arroz ficar quase cozido, acrescente o sangue e aromatize com cominhos.
Para os rojões, fatie-os em cubos, tempere com vinho tinto verde, vinho branco, pimenta, alho, colorau, folhas de louro. Deixe marinar.
Ponha numa panela os rojões com a marinada e deixe que cozinhe em lume brando. Assim que ficarem quase cozidos e o caldo já estiver reduzido, acrescente a banha de porco. Deixe que apure um bocado. Reserve.
Para o acompanhamento, fatie o fígado de porco em tranches, tempere com vinho tinto, alho, pimenta, sal e louro. Reserve.
Corte os farinhotos em tranches e frite em banha de porco. Fatie a tripa enfarinhada em tranches e frite em banha de porco. Fatie o coração em tranches e frite em banha de porco. Fatie a chouriça em rodelas e frite em banha de porco.
Frite as castanhas em banha de porco. Fatie as batatas aos cubos e frite em óleo. Fatie o fígado que esteve a marinar em tranches e frite em banha de porco.
Misture tudo no molho dos rojões e reserve.
Decore com uma ou duas rodelas de limão, salsa, um pouco de cominhos…

Gosta mais de pratos de peixe com um sabor típico português? Então, não perca pitada deste bacalhau à Gomes de Sá! Ou então deste bacalhau à Zé do Pipo!

(Visto 280 vezes)

Comentários