Esta é a autêntica história do Natal! Conheça-a!

Há poucas coisas certas nesta vida. Que um prato de bolachas vai encantar a maioria dos seus convidados. Que uma história protagonizada por animais solta-nos uma ou outra lágrima. E, claro, que o Natal celebra-se do dia 24 para o dia 25 de dezembro, com muitos presentes, luzes cheias de cor e uma farta ceia. Mas será que foi sempre assim? Descubra a verdadeira história do Natal, conheça a verdadeira origem da data!

Segundo o site do renomado canal História, tudo começou com as celebrações do solstício de inverno, que acontece sempre a 21 de dezembro, no hemisfério norte. Aliás, séculos antes de Jesus Cristo nascer, alguns povos europeus já se dedicavam à comemoração do aparecimento da luz e do nascimento do Deus Sol. De resto, na Escandinávia, a festa prolongava-se até janeiro, com grandes fogueiras e tudo!

Em algumas regiões da Europa, o solstício de inverno era igualmente a altura de abater alguns animais. Assim, os povos tinham carne fresca! Além disso, os vinhos e as cervejas feitos ao longo de todo o ano fechavam o seu período de fermentação e estavam prontos para serem saboreados.

A versão mais célebre até tem uma influência romana: mesmo antes da existência do pensamento cristão, o povo romano fazia uma festa para o deus persa Mitra, que era extremamente popular e conhecido como “o deus do sol inconquistável” e o seu aniversário era o dia mais sagrado de todo o ano. Logo, a festa comemorada no fim de dezembro conta com uma origem pagã. Só mais tarde é que a Igreja associou um significado cristão. E esta, hein?

Eis uma última curiosidade: no começo do Cristianismo, o aniversário do Menino Jesus não tinha tanta importância como agora. Quem diria que o Natal reservava tantos mistérios, certo?

(Visto 126 vezes)

Comentários