Com o Dia da Mulher quase a chegar, eis um comovente exemplo para todos… e para todas!

À beira de mais um Dia da Mulher, nunca é demais prestar uma sentida homenagem a todas as mulheres deste mundo que, diariamente, me comovem com a sua vontade de lutar, a sua beleza, a sua alegria de viver… Não há dúvidas de que todas merecem a minha maior admiração!

Por vezes, neste blog, lá vou partilhando algumas histórias surpreendentes cujas protagonistas são “mulheres de fibra”. Como aquela mãe que teve uma atitude mágica e espantosa por amor à filha doente. Ou aquela ex-concorrente do Big Brother que se superou e travou uma incrível batalha contra o aumento de peso. E como esquecer aquela mãe que mudou a sua vida drasticamente para passar mais tempo de qualidade com os filhos.

Realmente, o amor entre mães e filhos emociona-me. Assim como o amor que podemos demonstrar pelos nossos amigos de quatro patas. É justamente esse o ponto de partida desta história que comprova mais uma vez que o género feminino não é mesmo o sexo mais fraco…

É a história de Daria, uma jovem fotógrafa russa que foi, juntamente com o marido, viver para o meio da floresta. O objetivo? Criar um pequeno paraíso para cães doentes e/ou idosos. Assim, permitem que os animais tenham um resto de vida mais tranquila.

Este foi sempre um desejo que Daria foi alimentando ao longo da sua vida: afinal, desde pequena que queria criar uma espécie de abrigo para cães. E, conforme foi crescendo, o seu amor pelos patudos só foi crescendo… até tomar esta decisão radical!

Nesse abrigo construído em plena floresta, os animais podem ser alimentados com carne e peixe todos os dias, além de poderem correr livremente em, aproximadamente, cinco hectares de terra.

É ou não é um exemplo digno de admiração?

(Visto 155 vezes)

Comentários